MENESTREL IALMAR PIO SCHNEIDER


27/11/2012


POEMA de IALMAR PIO - AQUARELA de ÂNGELA PONSI

 

Aquarela de Ângela Ponsi
AMOR SEM FIM
 
Ialmar Pio Schneider
 
Quisera fazer-lhe carícias
do mais simples ao mais complexo
e usufruir as delícias
do sexo.
 
E quando a noite chegasse
envolvendo o mundo
beijando a sua face
e atingindo o clímax profundo...
 
Nem seriam horas perdidas
mas sempre aproveitadas
por duas vidas
hoje separadas...
 
Este meu íntimo pensamento
que agora externo
qual o tempo e o vento
seria eterno
nos poemas
sem dilemas...
 
Apaixonado

 

Escrito por IALMAR PIO às 12h24
[ ] [ envie esta mensagem ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sul, PORTO ALEGRE, TRISTEZA, Homem

Histórico