MENESTREL IALMAR PIO SCHNEIDER


20/06/2013


SONETO de IALMAR PIO - AQUARELA de ÂNGELA PONSI

 

Aquarela de Ângela Ponsi

SOLIDÃO E SEGREDO

 

Ialmar Pio Schneider

 

                                      Rosto de mulher sentimental

                                      que me aparece em sonhos, bruscamente.

                                      Não sei se é a deusa do bem ou o anjo do mal,

                                      que pode me curar ou me arruinar totalmente.

 

                                      Traz no olhar serenamente

                                      qualquer coisa de sobrenatural,

                                      quando a vejo se me torno contente

                                      ao mesmo tempo sinto uma dor infernal.

 

                                      Desejo tê-la comigo em todos os momentos

                                      mas receio não agradá-la como quer

                                      pelas minhas tristezas e sofrimentos.

 

                                      E assim permaneço em meu degredo

                                      vivendo por essa mulher

                                      mergulhado na solidão e no segredo.

 

                                                                  (Canoas, 1.990).

 

                            Pág. 8 - O TIMONEIRO - Canoas, 1-2-91

 

 

Apaixonado

 

 

Escrito por IALMAR PIO às 01h10
[ (1) Apenas 1 comentário]

[taciana] [tacianagouveia2010@hotmail.com] [blog]
parabéns...amigo...amor sendo sincero existe... caso contrário é balela...são palavras soltas ao vento... o amor é lindo.

20/06/2011 18:01

[Maria] [mague_03@hotmail.com] [http://ialmar.pio.schneider.zip.net/]
Que lindo!!!!

23/06/2011 01:50

 

Escrito por IALMAR PIO às 02h31
[ ] [ envie esta mensagem ]

19/06/2013


TROVA de IALMAR PIO

 

Olho o céu e me comovo,

sentindo que vem do espaço

o afã de cantar de novo,

para esquecer meu fracasso.

IALMAR PIO

Apaixonado

 

UOL Blog - Comentários

Você já tem o seu blog? Não?
Então crie o seu. É de graça.

 

 

[ialmar pio ] [menestrelobo@bol.com.br] [Luiza Benício]
Agradeço ter enviado o comentário e explico a contagem do terceiro verso da trova. o afã de cantar de novo o a/fã/de/can/tar/de/novo 1 2 3 4 5 6 7 não se conta a última sílaba e o e a formam uma só sílaba. Tá certo. Me responda se entendeu . Obrigado.

30/11/2009 17:59

[LuizaSoaresBenício de Moraes] [luizabeniciomoraes@yahoo.com.br]
Gostei da trovinha muito bonita e sipática. Tire minha dúvida é necessário para o meu aprendizado.

30/11/2009 17:21

 

 

[LuizaBenicio] [luizabeniciomoraes@yahoo.com.br]
Na minha contagem silábica estou contando o terceiro verso de sua trova como se tivessem 8 sons fonéticos e não sete? Me enganei na contagem?

30/11/2009 17:15

 

 

Escrito por IALMAR PIO às 19h45
[ (1) Apenas 1 comentário]

luizaSoaresBeniciodeMoraes] [luizabeniciomoraes@yahoo.com.br]
Agradecida por me ajudar tirando a minha dúvida sobre a contagem silábica.Acho que não tinha agradecido ainda.

28/06/2011 21:09

 

Escrito por IALMAR PIO às 14h57
[ ] [ envie esta mensagem ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sul, PORTO ALEGRE, TRISTEZA, Homem

Histórico