MENESTREL IALMAR PIO SCHNEIDER


18/09/2013


SONETO de IALMAR PIO - AQUARELA de ÂNGELA PONSI 

Tela de Ângela Ponsi

 

PARA A ELEITA

_________________________

Ialmar Pio Schneider

_________________________

 

                            Quando nasci, chorei... mas vim ao mundo

                            para depois cantar o nosso amor...

                            São cânticos que arranco bem ao fundo

                            deste meu coração de sonhador.

 

                            Escuta-os, pois... expressam todo o ardor

                            da minha vida e tanto me aprofundo

                            neste mister - romântico labor

                            que não posso esquecer nenhum segundo...

 

                            Se em toda parte a sombra me acompanha,

                            tu vais comigo, sem saber talvez...

                            És qual a flor no topo da montanha

 

                            que procuro galgar - pobre menino

                            sofrendo sem chorar e como vês

                            te dedicando todo o seu destino.

 

                            (Do livro em preparo: “Sonetos e Cânticos Dispersos”).

 

                   PÁG. 24 - O TIMONEIRO - CANOAS, 8.6.84

_________________________________________________________________________

 

 Apaixonado

 

 

 

 

Escrito por IALMAR PIO às 02h24
[ (5) Vários Comentários] [
 

[rafaella =pertubada] [rafalegal_282hotmail.com]
Que lindo amigo ..sãos as mais lindas poesias q ja li ..todos lindos .. qe alma . que dom.. sempre repassando com tanto carinho ..bjs no seu s2..

19/05/2011 21:21

[*INGRIDI*] [ivone-sanches@uol.com.br]
Parabens.. Meu Querido amigo.. sempre que estou triste..venho ler seus poemas.. se todos fossem como vc ..o mundo seria melhor..beijos no coração!

18/05/2011 20:47

[Helena] [mel_lodia@hotmail.com]
Lindas palavras q nos fazem sonhar. Beijos

18/05/2011 13:00

[Maria] [mague_03@hotmail.com]
Poesia é para ler com o coração. Poesia é pra ler e sentir. Todos os dias leio e sinto suas poesias. Obrigada!!! Abraço carinhoso, Maria.

18/05/2011 00:15

[Elvira] [elvira.pires@bol.com.br]
Cada coisa mais linda que já li,só me faltou tempo pra dar uma olhada aqui,mas vi o quanto tempo perdi,mas recupero rsss beijos

17/05/2011 17:44

Escrito por IALMAR PIO às 00h48
[ ] [ envie esta mensagem ]

16/09/2013


SONETO GAÚCHO

 

Ialmar Pio

 

 

Escrito por IALMAR PIO às 16h29
[ (0) Comente] [ envie esta mensagem ]

SONETO de IALMAR PIO - IMAGEM da INTERNET

 

*

MATE NO GALPÃO

 

Ialmar Pio Tressino Schneider

 

O mate amargo passa de mão em

mão e a gente se lembra de tropeadas

do destino que leva por estradas

desconhecidas, tristes, sem ninguém.

 

A cuia prateada me entretém,

escutando os causos dos camaradas

que fizeram de suas gauchadas

por terras que se somem pelo além.

 

 

Ruivo fogo crepita no galpão,

nobre abrigo dos tauras soberanos

que saudosos se ajuntam no rincão

 

a fim de recordar passados anos.

E a cuia do gostoso chimarrão

me é tristezas, saudades, desenganos...

 

***

 

Jornal de Novo Hamburgo

em 17.9.2010

 

 


[vanda] [vanda.alves@onda.com.br]
Só um grande poeta para expressar tão bem em versos o sentimento tristeza, que de vez em quando invade profundamente o nosso coração.Parabéns.

17/09/2011 14:20


 

 

 

Escrito por IALMAR PIO às 13h35
[ (1) Apenas 1 comentário]

[Neusinha] [melodiaecia.blogspot.com]
Olá meu amigo...receba sempre meus aplausos aos seus feitos poéticos que vão diretamente nos acolher pela emoção...Forte abraço...Nê

18/09/2012 15:05

 

Escrito por IALMAR PIO às 02h38
[ ] [ envie esta mensagem ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sul, PORTO ALEGRE, TRISTEZA, Homem

Histórico